Notícias
Bahia recebe primeiro laboratório de segurança cibernética

21 de outubro de 2019
TEMPO DE LEITURA
3 MIN

Foi inaugurado nesta no dia 16 de outubro, no Parque Tecnológico, espaço administrado pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), o Lactec.

 

Com o início das atividades do escritório, a Bahia sai na frente e consagra como o primeiro estado a receber uma unidade do grupo fora do Paraná, estado onde se encontra a sede do Lactec, que é um dos maiores centros de ciência e tecnologia do Brasil, além de ser referência em soluções inovadoras para o segundo setor.

 

A escolha tanto da Bahia quanto do Parque Tecnológico para o início da nova empreitada não foi à toa. De acordo com o presidente do Lactec, Luiz Fernando Vianna, a Bahia possui um grande potencial de inovação.

 

Ainda de acordo com Luiz Vianna, o Lactec possui 60 anos de experiência no setor de tecnologia e agora vai trazer essa referência para contribuir com o avanço do estado, inicialmente com foco no setor elétrico.

 

“Um dos nossos principais clientes é a Companhia de Eletricidade da Bahia, a Coelba, do Grupo Neoenergia. Com esta parceria, a gente pretende contribuir com melhorias nas operações da empresa que é responsável por fornecer energia para 6 milhões de clientes”, ressaltou.

 

A Secretária da Secti, Adélia Pinheiro, que também marcou presença na inauguração do espaço, ressaltou a importância de ter um dos principais centros de ciência e tecnologia do país no Tecnocentro Bautista Vidal.

 

“O ecossistema de inovação ganha mais um aliado com a vinda do Lactec, o que movimenta o cenário da indústria e agrega cada vez mais investimentos ao nosso estado”, declarou a secretária.

 

Quem também destacou a chegada do Lactec na Bahia foi o coordenador de gestão do Parque Tecnológico, Marcos Costa.

 

“O Lactec já possui 5 unidades em Curitiba, no Paraná, e agora vai investir todo seu conhecimento e expertise na Bahia, o que, sem dúvida, irá agregar a todo ecossistema de inovação. O Parque desponta, mais uma vez, na diversidade de áreas do conhecimento que compõem a esfera de CT&I”, disse.

 

Fonte: Portal TI Bahia.