Notícias
Plataforma inédita vai conectar pacientes a profissionais de saúde negros

30 de agosto de 2019
TEMPO DE LEITURA
4 MIN
Proposta da startup AfroSaúde é valorizar e dar visibilidade aos profissionais negros e conectá-los a pacientes que buscam representatividade e atendimento mais qualificado em saúde.
Com o propósito de valorizar e dar visibilidade aos profissionais negros da área de saúde e conectá-los a pacientes que buscam representatividade e atendimento mais qualificado, a startup AfroSaúde abriu o cadastro para a população. Os formulários estão disponíveis no site www.afrosaude.com.br.
De acordo com o um dos fundadores da AfroSaúde, o dentista Arthur Lima, a ideia da rede surgiu para fortalecer o Movimento Black Money e fazer a população negra sentir-se representada no atendimento em saúde.
“Entendemos que a comunidade negra tem especificidades que envolvem tanto a saúde, quanto questões relacionadas à representatividade no mercado de trabalho. Neste sentido, os profissionais negros acolhem e compreendem as demandas desta população, fazendo com que o serviço seja prestado de forma mais humana e eficaz. A missão desta rede é contribuir para a redução da desigualdade social no mercado de trabalho em saúde, valorizar o profissional de saúde negro e estimular o Movimento Black Money”, afirma.
Podem se cadastrar gratuitamente qualquer profissional negro da área de saúde e pacientes de todo o Brasil, como médicos, dentistas, enfermeiros, nutricionistas, doulas, fisioterapeutas, esteticistas, dentre outras profissões.
Combate à desigualdade
Dentre os pilares que norteiam a AfroSaúde está o combate ao racismo e à desigualdade no mercado de trabalho. Isso porque, embora a população negra seja a maioria no Brasil, ela ainda ocupa uma pequena parte dos cargos de gestão nas grandes empresas. Na área de saúde, os números são ainda mais preocupantes.
Para Arthur, que é negro e atua na área, a ideia surgiu a partir da própria experiência e de relatos de pacientes. “Atuando na área, percebemos o quanto o racismo consegue fazer com que a desigualdade seja latente com os profissionais de saúde negros e essa é uma percepção também dos pacientes que, quando veem um médico, dentista, fisioterapeuta e outro profissional de saúde negro atuando, se espantam positivamente, porque não é comum. Por isso, queremos contribuir para dar visibilidade a esses profissionais e fazer com que os afrodescendentes se sintam mais representados no atendimento em saúde”, completa.
Como funciona
Por meio da plataforma, que estará disponível na versão web e também para dispositivos móveis, profissionais de saúde negros podem ser encontrados de maneira fácil e rápida. O paciente poderá, além de se cadastrar, agendar consultas, enviar mensagem, indicar profissionais, avaliar o serviço, dentre outras funções.
Os profissionais da área de saúde negros, por sua vez, terão à disposição uma ferramenta pela qual pode ser encontrado, fazer networking, construir uma carteira de clientes, indicar e encaminhar pacientes, dentre outros serviços, bem como divulgar oportunidades de trabalho.
Atualmente, a plataforma está apenas cadastrando pacientes e profissionais. Em outubro, a ferramenta estará operando com as funcionalidades iniciais.