Conquistas
Startup baiana será única latina a participar de programa de inovação em Portugal

28 de junho de 2019
TEMPO DE LEITURA
3 MIN

A baiana I4sea foi a única startup em toda a América Latina a ser selecionada para participar do programa Bluetech Accelerator.

Criado pelo Ministério do Mar de Portugal com apoio da Fundação Luso-Americana de Desenvolvimento (Flad), o programa visa gerar inovação para a indústria de Portos e Navegação a partir de “soluções ousadas e disruptivas”.

Com base nisso, o Bluetech Accelerator selecionou 20 startups de diversos lugares do mundo para participar de um “bootcamp”, que é uma fase imersiva, de 24 a 28 de junho, com treinamentos, workshops e construção de projetos pilotos com os parceiros do programa.

Na sequência, as melhores startups terão a oportunidade de trabalhar em conjunto com representantes do setor marítimo e portuário para o desenvolvimento deste piloto, visando o fechamento de contratos e parcerias internacionais.

“O programa é uma porta de entrada para os portos portugueses, além de permitir integrações e parcerias com algumas das maiores empresas de tecnologia marítima do mundo. Definitivamente, será o ponto de partida para a internacionalização da i4sea”, destaca o CEO da empresa, Bruno Balbi.

A i4sea foi uma das 29 startups selecionadas em meio às 89 inscritas. Além do Brasil, alguns dos países representados na seletiva são Portugal, Reino Unido, Estados Unidos, Alemanha e Israel.

 

A I4SEA

 

Fundada em 2013 por um grupo de oceanógrafos, a i4sea segue o propósito de eliminar incertezas relacionadas ao impacto da natureza na economia.

Ela é responsável pelo desenvolvimento do i4cast, que é o primeiro software inteligente com ferramentas essenciais para a ampliação da eficiência e segurança para operações portuárias.

Entre os clientes da empresa estão o Terminal de Contêineres do Porto de Salvador, o Porto de Cotegipe, a Capitania dos Portos da Bahia, o Porto de Itajaí, em Santa Catarina, e a Enseada Indústria Naval

 

Fonte: Portal Bahia Notícias.